No mercado de trabalho atual, cada vaga é disputada de forma bastante acirrada, seja pelo avanço das novas tecnologias, que ao mesmo tempo extingue vagas e cria ocupações inéditas, seja pela situação econômica do país.

Nesse cenário, apenas a tradicional graduação deixou de ser um diferencial. Isso é reforçado por dados de 2016, que apontam uma evolução de 80% no número de pessoas que concluíram o Ensino Superior entre 2002 e 2014.

Por isso, cresce a importância dos cursos de pós-graduação no currículo de quem quer se destacar no mercado. Quer outros bons motivos que mostram que investir na pós-graduação vale a pena? Confira neste post!

A importância de investir em uma pós-graduação

Na demanda por uma vaga de emprego, leva vantagem quase sempre quem tem uma melhor qualificação, o que chama a atenção das empresas. Um currículo que estampa uma pós-graduação de qualidade sempre será visto com bons olhos pelos recrutadores.

Dessa forma, o investimento em uma pós-graduação oferece uma boa garantia de retorno, já que o profissional que escolhe um curso do tipo demonstra o interesse em se manter sempre atualizado e adquire as habilidades necessárias para tal. Mas não é só isso. Continue a leitura para saber mais!

5 motivos para investir em uma pós-graduação

Confira abaixo outras razões que justificam o investimento em uma pós-graduação.

1. Torna você um especialista

Ao concluir uma pós-graduação, o profissional se torna um especialista na área à qual o curso é dedicado. Tal especialização vai muito além do que é ensinado na graduação, que costuma reunir conhecimentos básicos, genéricos e quase sempre distantes da prática.

Por isso, quem coloca um pós-graduação no currículo é capaz de ocupar cargos que exigem conhecimentos específicos ou que demandam o cumprimento de tarefas complexas. Essas vagas geralmente são ocupadas por profissionais que inspiram confiança e demonstram capacidade para exercer as funções com competência e eficiência, características quase sempre preenchidas por um pós-graduado.

No entanto, é preciso ficar atento para escolher o curso correto. No Brasil, a pós-graduação é dividida entre cursos de especializações, MBAs (sigla em inglês para Master of Business Administration), mestrados e doutorados. Todos eles são cursados por portadores de diplomas de nível superior, mas cada um deles engloba objetivos diversos.

Mestrados e doutorados são pós-graduações stricto sensu (expressão em latim para “sentido estrito”) e são destinadas para a formação de professores de nível superior e pesquisadores acadêmicos nas mais diversas áreas do conhecimento.

Especializações e MBAs são pós-graduações lato sensu (expressão em latim para “sentido amplo”). Elas oferecem o aprimoramento em uma área de atuação, geralmente para profissionais já inseridos no mercado de trabalho. O foco dos MBAs são a gestão e a administração de empresas.

Com essas definições em mente, o profissional deve avaliar seus objetivos na carreira, suas afinidades e o tempo disponível antes de escolher que curso seguir.

2. Influencia o crescimento profissional

Além de pavimentar o caminho para uma promoção no emprego, pesquisas mostram que uma pós-graduação pode incrementar o salário em até 118% em determinados cargos.

Claro que, por si só, a pós-graduação não será responsável por esse crescimento. Inteligência emocional, capacidade de resolver problemas e o conhecimento de outros idiomas compõem o perfil de um candidato com potencial para se desenvolver com sucesso.

De qualquer forma, um curso desse tipo é um ótimo acréscimo no currículo de qualquer trabalhador, que, ao se candidatar a uma vaga ou a uma promoção, certamente terá sua candidatura analisada com mais atenção.

3. Atualiza o conhecimento

São poucas as áreas de atuação que não sofrem o impacto do avanço das mudanças tecnológicas. Os profissionais que saíram há mais tempo da graduação são os mais afetados por essas alterações, o que não significa que os mais jovens devem ficar parados. Tal necessidade de atualização pode surgir também diante de um novo cargo.

Logo, uma pós-graduação é importante para se manter por dentro do que está sendo demandado pelo mercado de trabalho. Essa atualização de conhecimentos envolve ainda o aprimoramento da capacidade de trabalhar em grupo e apresentar ideias e projetos de maneira coerente.

Graças à estrutura dos cursos, especializações e MBAs contam com currículos que abordam os temas com mais destaque dentro da área escolhida. Todavia, é sempre recomendável analisar com cuidado os conteúdos oferecidos, sob risco de estudar algo que já esteja datado.

Optar por instituições de ensino que têm um quadro profissional com professores alinhados com o mercado de trabalho também é uma ótima forma de aprender o está sendo discutido atualmente no seu ramo de atuação.

4. Forma uma nova rede de contatos

Trabalhar a rede de contatos, o famoso “networking”, é algo que você deve fazer desde o começo da carreira, ou menos antes, enquanto ainda está na graduação. Quem entra em uma pós-graduação tem a chance de expandir ainda mais a agenda, com pessoas com os mesmos interesses e que quase sempre estão em boas posições no mercado de trabalho.

Com o fortalecimento desses laços, certamente surgirão novas oportunidades profissionais, por meio de indicações para vagas de empregos ou mesmo com o desenvolvimento de novos empreendimentos criados a partir das discussões e conhecimentos adquiridos na companhia dos colegas de sala.

5. Ajuda quem quer mudar a trajetória da carreira

Alguns cursos de pós-graduação não exigem que o aluno ingressante seja formado em determinada área do saber. E isso é ótimo, já que representa uma chance para profissionais que desejam ampliar seus horizontes de conhecimento ou mesmo mudar de carreira em um espaço de tempo menor do que seria necessário para cursar uma nova graduação. Cursos de especialização e MBAs duram em média de 2 a 3 semestres e possuem carga horária mais flexível.

Não é raro que pessoas ocupem cargos que não tenham relação nenhuma com sua graduação, mas com aquilo que foi aprendido na pós-graduação. Essa transição na carreira costuma ser feita por aqueles que descobriram uma nova aptidão ou estão desinteressados com o emprego atual.

Para que essa trajetória seja realizada com sucesso, é necessário tomar alguns cuidados. Primeiro, avalie a situação do mercado de trabalho da área de interesse. Depois busque algum contato mais próximo, que permita experimentar o dia a dia da nova ocupação para garantir que ela atenda suas ambições.

Paralelamente a isso, é interessante estimar qual será o custo financeiro dessa mudança, tanto do curso, quanto do tempo que será necessário para equiparar o salário recebido na atividade anterior.

Se for parte de um planejamento sólido e bem traçado, a pós-graduação tem o potencial de transformar carreiras. No entanto, parte da prosperidade passa pela escolha correta do curso e da instituição de ensino, que precisa ser moderna, oferecer estrutura de qualidade e contar com corpo docente preparado. Por isso, não arrisque seu futuro e pesquise bem antes de se matricular.

Gostou do post? Acha que ele pode ajudar alguém entre seus amigos? Então compartilhe-o nas suas redes sociais

 

Escreva um comentário

Share This