Engana-se quem pensa que as incertezas acabam depois de escolher um curso de graduação. Na verdade, é comum ficar indeciso ao escolher cada caso durante a construção de uma carreira. Por exemplo, as dúvidas sobre MBA (Master of Business Administration) passam pela cabeça de muitas pessoas que estão em busca de uma pós-graduação.

Como são muitas as oportunidades disponíveis no mercado, é importante conhecer cada uma delas para tomar uma decisão consciente e que condizente com os seus objetivos profissionais.

Quer saber mais sobre esse tipo de formação? Reunimos uma série de perguntas para esclarecer os principais tópicos que envolvem esse assunto. Confira e fique por dentro!

Qual é a diferença entre MBA, mestrado e especialização para a carreira?

Embora todos sejam cursos de pós-graduação, a principal diferença dessas três opções está no foco de cada formação. Esse é o tipo básico de informação que você precisa ter antes de fazer a sua escolha.

O mestrado (um tipo de pós-graduação stricto sensu) é destinado para pessoas que se interessam pela área acadêmica e de pesquisa. O curso dura, em média, 3 anos e é um requisito importante no currículo do profissional que deseja ocupar cargos de docência, especialmente em instituições de ensino superior.

Já no campo dos cursos de pós-graduação lato sensu há duas alternativas: MBA e especialização. O MBA, como o seu nome indica, é voltado para as áreas de gestão e administração de negócios. Ainda que existam variações — como MBA em Marketing, Finanças e outros —, o objetivo é formar executivos de alto potencial para o mercado corporativo.

Por conta disso, é natural que as escolas exijam certa experiência profissional no processo seletivo. Conhecer o mercado é importante para ter a maturidade necessária para desenvolver as habilidades de gestor.

Por sua vez, os cursos de especialização servem para direcionar a carreira, adquirir conhecimentos específicos e se tornar um especialista. Quem não está tão interessado em ser um líder em uma empresa, deve aproveitar essa oportunidade mais abrangente. Por exemplo, um fisioterapeuta que quer se especializar em Ergonomia ou um administrador que quer entender mais de Recursos Humanos.

O MBA é indicado para qual tipo de profissional?

Devido às características já citadas, o MBA é recomendado para profissionais que aspiram uma carreira corporativa. Para ocupar posições privilegiadas de gestão em uma empresa (como a de um alto executivo), é preciso estar muito bem preparado, afinal, trata-se de uma grande responsabilidade. Logo, fazer um MBA é uma ótima chance de desenvolver competências e ficar mais competitivo no mercado de trabalho.

Qual é o melhor momento da carreira para cursar um MBA?

O MBA não é uma formação para recém-formados, por isso o ideal é já ter algum tempo de vivência no mercado. Caso contrário, é possível que o aluno se sinta despreparado em alguns momentos, pois normalmente a maioria dos alunos já tem certa experiência.

Isso não quer dizer que é preciso ter 15 ou 20 anos de carreira antes de começar o curso. Cada instituição tem os seus requisitos para selecionar a turma, mas é habitual fazer uma análise do currículo de cada um e exigir em torno de 3 anos de prática profissional.

Outra coisa que vai determinar um bom momento para investir em um MBA é a vontade da pessoa de crescer no seu ambiente de trabalho ou de abrir portas no mercado. É bom se sentir motivado para começar os estudos e ter tempo (e dinheiro) para se dedicar a esse novo projeto, que deve fazer parte do seu plano de carreira.

Quanto tempo devo dedicar para os estudos?

A duração geral média de um MBA é de 2 anos, seguindo a orientação do Ministério da Educação (MEC) com a carga horária mínima de 360 horas. Porém, como os alunos trabalham e têm seus compromissos com a vida profissional, as aulas costumam acontecer no período da noite ou aos fins de semana.

Outro detalhe para tentar facilitar a vida dos profissionais que buscam um MBA é que os encontros não são diários como em uma graduação, o mais comum é que eles aconteçam duas vezes por semana ou quinzenalmente — dependendo da programação de cada curso.

Contudo, é claro que a dedicação não envolve somente a parte das aulas presenciais. É essencial ter tempo disponível para estudar em casa e cumprir com as atividades planejadas.

É possível conciliar o MBA com o trabalho?

Sim, apesar de que essa nem sempre vai ser uma tarefa fácil. As aulas geralmente não coincidem com o horário comercial de trabalho, mas a organização será fundamental para encaixar um MBA na rotina e conseguir executar todas as atividades (profissionais, acadêmicas e também as pessoais).

Uma dica para evitar eventuais problemas é conversar com o chefe antes de tomar essa decisão. Deixá-lo ciente da sua intenção de voltar a estudar pode fazer toda a diferença para ter um pouco mais de flexibilidade ou poder contar com a sua compreensão em determinados momentos.

Vou aplicar o conhecimento adquirido em meu dia a dia?

Com certeza. Aliás, uma das características do MBA é combinar teoria e prática de uma maneira que o profissional se identifique com situações do seu dia a dia para estimular o seu desenvolvimento. Como o objetivo é formar líderes e gestores, o aprendizado deve ser sempre relacionado com as funções cotidianas desse profissional.

Preciso de um curso na minha área de formação original ou posso buscar algo novo?

Não há nenhuma exigência nesse sentido. Cada pessoa deve avaliar os seus objetivos profissionais para escolher o curso mais adequado para si. Ou seja, pode ser que a escolha esteja alinhada à formação original ou talvez seja melhor buscar algo diferente.

Quais são as principais dificuldades esperadas durante o curso?

Essa é uma questão bastante pessoal e variável. No entanto, uma das maiores dificuldades apontadas pelos alunos é justamente conseguir coordenar toda a rotina e cumprir as obrigações de casa, do trabalho e do MBA. Como em diversos momentos o curso vai exigir muito da pessoa, é preciso priorizá-lo e ter bastante organização. Já as dificuldades relativas às disciplinas são resolvidas com um esforço a mais nos estudos.

Como funcionam as provas e trabalhos no MBA?

Essas atividades estão presentes na rotina de um estudante de MBA. Cada instituição de ensino tem liberdade para definir os seus processos avaliativos e, ainda, cada disciplina pode ter os seus instrumentos para cumprir essa missão.

As avaliações costumam ser elaboradas pelos próprios professores, com questões que abordam a aplicabilidade dos conceitos trabalhados em sala a contextos empresariais. Seu objetivo não é somente diagnosticar o aprendizado de cada um, mas servir para reflexão quanto à prática dos conceitos — o que ajuda a capacitar os alunos para suas tomadas de decisão como executivos.

Além das famosas provas, os estudantes também são desafiados com cases reais em sala de aula, seguindo uma metodologia escolhida pelos docentes. As atividades práticas normalmente são consideradas como um diferencial dos cursos de MBA.

Como o network com colegas e professores pode me ajudar?

A interação com essas pessoas vai proporcionar uma troca de experiências muito enriquecedora dentro e fora da sala de aula, além de formar uma rede de contatos que pode ser útil ao longo da vida. Vários negócios de sucesso foram criados em cursos como MBAs, assim como profissionais mudaram de carreira ou conseguiram melhores oportunidades com a ajuda de seus colegas.

O que levar em conta para escolher a instituição?

Esse é um detalhe relevante, principalmente para quem está buscando uma qualificação diferenciada para alavancar a carreira. O primeiro passo é pesquisar sobre cada instituição para conhecer referências, saber da infraestrutura oferecida, da grade curricular do curso, da qualidade do corpo docente, das metodologias de ensino e do nível de empregabilidade dos ex-alunos.

Vale estabelecer quais são os aspectos prioritários para a sua escolha e analisar as opções que estão ao seu alcance. Por exemplo, para algumas pessoas é crucial ter uma parceria internacional que permita estudar por um tempo no exterior. Para outras, o mais importante é ter aulas com professores renomados.

Enfim, o que mais importa é passar antes por um processo de autoanálise para definir as suas expectativas e depois encontrar a melhor alternativa. Agora que você já tirou algumas dúvidas sobre MBA, não perca mais tempo e comece a sua busca pelo seu crescimento!

Se ainda tiver alguma questão sobre esse assunto ou quiser compartilhar a sua experiência com MBAs, deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Escreva um comentário

Share This