Autor

Centro de Ensino Empresarial Ltda

Browsing

WEBINAR: Empreendedorismo: o motor de crescimento das startups

Existem no Brasil cada vez mais profissionais dispostos a empreender. Os desafios que esse mercado impõe são constantes e para isso é preciso estar preparado. O WEBINAR:
Empreendedorismo: o motor de crescimento das startups será um bate-papo com profissionais reconhecidos e atuantes no mercado, que irão abordar as principais tendências e necessidades do empreendedorismo brasileiro.

Quer saber mais? Então marque na sua agenda! A transmissão ao vivo será feita por meio de link online na terça-feira, 30 de julho, às 19h.

PALESTRANTES:

FABRO STEIBEL
Afiliado ao Berkman Klein Center na Universidade de Harvard e membro do Global Council do Fórum Econômico Mundial. É Pesquisador Independente (IRM) da Parceria de Governo Aberto no Brasil, e diretor executivo do ITS Rio.

GUILHERME MYNSSEN
Graduado em Comunicação Social com ênfase em Marketing pela ESPM-RIO, com MBA Executivo pelo COPPEAD-UFRJ e Educação Executiva em M&A por Stanford. Foi diretor executivo da ESPM Junior-Rio, trainee comercial na B2Winc, analista de Vendas e CRM na Ponto de Referência, executivo de Contas na Reckitt Benckiser. Foi professor-ativador no curso de Gestão Prática de Varejo da FGV, professor de Marketing de Relacionamento e Endomarketing da Universidade Celso Lisboa e palestrante-convidado do COPPEAD-UFRJ. É CEO e cofundador do ChefsClub.

Inscreva-se.

 

Afinal, como liderar uma equipe de alta performance?

Ter um time com as competências técnicas necessárias para seu negócio e que consiga trabalhar de forma alinhada certamente fará sua empresa crescer no mercado. Mas como liderar uma equipe de alta performance e, desse modo, conseguir bons resultados?

Saiba que esse processo não acontece do dia para noite e começa antes mesmo da contratação. Além disso, vai exigir uma dedicação diária do gestor, que deve acompanhar de perto o desempenho de seus colaboradores e garantir harmonia no clima organizacional.

Neste post, vamos mostrar que estratégias você pode adotar para liderar um time de sucesso e, assim, obter um diferencial competitivo para o seu negócio. Confira!

Tenha atenção ao recrutamento e seleção

É necessário saber o que a empresa espera do candidato que vai fazer parte de sua equipe de alta performance. Qual a formação desejada? É preciso que ele tenha experiência com algum segmento ou tipo de público específico? É necessário dominar alguma tecnologia?

Além dos requisitos técnicos, estabeleça também quais características relacionadas ao comportamento você espera do colaborador: ter empatia, saber trabalhar em grupo, ser resiliente, entre outros pontos podem fazer a diferença no clima organizacional e na produtividade.

Dessa forma, o setor de RH deve ser bem detalhista no anúncio da vaga, destacando, inclusive, os valores da empresa para que o candidato saiba o que se espera dele. Além disso, é importante pensar em todas as etapas do processo de seleção para que seja possível avaliar o profissional de forma completa.

Estabeleça uma relação de confiança com os colaboradores

Um time que se sente motivado e tem liberdade para inovar, ser criativo e apresentar novas ideias trabalha de maneira alinhada com os objetivos da organização. Para que isso ocorra, o líder deve estabelecer uma relação de confiança com a sua equipe.

Assim, deve estar próximo aos colaboradores, conhecer os pontos fortes e fracos de cada um e saber delegar tarefas, ou seja, demonstrar que confia nos talentos da empresa para o sucesso de um projeto. Dessa forma, o profissional se sente valorizado e busca se empenhar ainda mais.

Além disso, um bom líder deixa um canal de comunicação aberto com os profissionais para tratar de conflitos e até para receber sugestões que podem trazer melhorias para a empresa.

Estimule o espírito de equipe

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente pesado, em que existam fofocas ou uma competitividade agressiva. É claro que é importante que o colaborador busque meios de crescer na organização, mas deve ter esse objetivo por seus próprios méritos e não colocando um colega em desvantagem.

Por isso, é fundamental estabelecer um clima organizacional harmônico e estimular o espírito de equipe. As pessoas precisam entender que elas não trabalham sozinhas e que devem desenvolver empatia, valorizar a cooperação e trocar conhecimento. Essas questões precisam, portanto, fazer parte da cultura da empresa e ser divulgadas entre os profissionais.

Dê feedbacks

Para liderar uma equipe de alta performance, é necessário dar feedbacks. O gestor pode estipular reuniões semanais para tratar os acertos e aspectos que precisam ser corrigidos ou aperfeiçoados. Esses encontros podem servir para mudança de estratégias e até para ouvir diferentes pontos de vista sobre um projeto.

Os colaboradores também ficam cientes de seu desempenho e de como a empresa enxerga seu trabalho. É claro que, em situações que envolvam um tema mais delicado, a dica é fazer isso de maneira reservada com o profissional para evitar constrangimentos.

Outra medida eficaz é também pedir feedback dos colaboradores sobre a empresa para que seja possível otimizar processos e melhorar o clima organizacional, o que também vai impactar positivamente os resultados.

Defina metas desafiadoras

Como fazer para que os profissionais busquem sempre se superar e não se acomodem? Definindo metas desafiadoras junto à equipe! É importante que, para alcançá-las, todos trabalhem em busca de um objetivo comum.

Assim, a estratégia é estipular todas as etapas para o cumprimento das metas, estabelecer o papel de cada um e os prazos para sua realização. É necessário também que o gestor acompanhe todo esse trabalho para que possa avaliar o trabalho dos profissionais e medir os resultados alcançados.

Desenvolva uma cultura da meritocracia

As pessoas gostam de ser reconhecidas pelos seus esforços, e no ambiente corporativo isso não é diferente. Desse modo, para ter uma equipe de alta performance, a organização precisa desenvolver uma cultura de meritocracia — que nada mais é do que reconhecer o mérito dos profissionais.

Com isso, eles vão se sentir motivados a trabalhar mais, a superar desafios e a pensar em soluções inovadoras para o negócio. É possível gratificar com alguma bonificação no salário, promoção na carreira ou até mesmo com alguma premiação, como entradas para o cinema ou um jantar em um restaurante.

Porém, é necessário ser criterioso com esse reconhecimento, pois ele deve ser resultado de um bom trabalho, e não ser concedido pela aproximação maior ou afinidade que o gestor tenha com determinado profissional.

Invista em treinamentos

Por fim, um dos aspectos primordiais para construir um time de sucesso é investir em treinamentos. A empresa precisa de profissionais que estejam atualizados em seu segmento e, assim, possam inovar e fazer o negócio sair na frente da concorrência.

Uma equipe capacitada — principalmente com certificados de especialização e MBA — vai trazer novas ideias e fazer a diferença na organização. Os profissionais, além de ganharem aperfeiçoamento técnico, se sentirão mais motivados a trabalhar, pois sabem que a empresa se preocupa com seu crescimento. Além disso, oferecer capacitação é uma forma de retenção de talentos.

É necessário também que o líder estimule a participação dos profissionais em eventos, como palestras, feiras do setor e congressos para que os colaboradores estejam atualizados quanto às novidades do mercado.

Viu só como você pode ter uma equipe de alta performance? Além das estratégias que mostramos, é essencial também que o próprio gestor invista em capacitação voltada para aprimorar suas habilidades de liderança e conseguir conduzir o time de forma eficiente.

Já que estamos falando em cursos voltados para uma boa gestão de equipes, entenda como aprender sobre fundamentos de liderança pode impactar positivamente o seu negócio!

 

Afinal, como liderar uma equipe de alta performance?

Ter um time com as competências técnicas necessárias para seu negócio e que consiga trabalhar de forma alinhada certamente fará sua empresa crescer no mercado. Mas como liderar uma equipe de alta performance e, desse modo, conseguir bons resultados?

Saiba que esse processo não acontece do dia para noite e começa antes mesmo da contratação. Além disso, vai exigir uma dedicação diária do gestor, que deve acompanhar de perto o desempenho de seus colaboradores e garantir harmonia no clima organizacional.

Neste post, vamos mostrar que estratégias você pode adotar para liderar um time de sucesso e, assim, obter um diferencial competitivo para o seu negócio. Confira!

Tenha atenção ao recrutamento e seleção

É necessário saber o que a empresa espera do candidato que vai fazer parte de sua equipe de alta performance. Qual a formação desejada? É preciso que ele tenha experiência com algum segmento ou tipo de público específico? É necessário dominar alguma tecnologia?

Além dos requisitos técnicos, estabeleça também quais características relacionadas ao comportamento você espera do colaborador: ter empatia, saber trabalhar em grupo, ser resiliente, entre outros pontos podem fazer a diferença no clima organizacional e na produtividade.

Dessa forma, o setor de RH deve ser bem detalhista no anúncio da vaga, destacando, inclusive, os valores da empresa para que o candidato saiba o que se espera dele. Além disso, é importante pensar em todas as etapas do processo de seleção para que seja possível avaliar o profissional de forma completa.

Estabeleça uma relação de confiança com os colaboradores

Um time que se sente motivado e tem liberdade para inovar, ser criativo e apresentar novas ideias trabalha de maneira alinhada com os objetivos da organização. Para que isso ocorra, o líder deve estabelecer uma relação de confiança com a sua equipe.

Assim, deve estar próximo aos colaboradores, conhecer os pontos fortes e fracos de cada um e saber delegar tarefas, ou seja, demonstrar que confia nos talentos da empresa para o sucesso de um projeto. Dessa forma, o profissional se sente valorizado e busca se empenhar ainda mais.

Além disso, um bom líder deixa um canal de comunicação aberto com os profissionais para tratar de conflitos e até para receber sugestões que podem trazer melhorias para a empresa.

Estimule o espírito de equipe

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente pesado, em que existam fofocas ou uma competitividade agressiva. É claro que é importante que o colaborador busque meios de crescer na organização, mas deve ter esse objetivo por seus próprios méritos e não colocando um colega em desvantagem.

Por isso, é fundamental estabelecer um clima organizacional harmônico e estimular o espírito de equipe. As pessoas precisam entender que elas não trabalham sozinhas e que devem desenvolver empatia, valorizar a cooperação e trocar conhecimento. Essas questões precisam, portanto, fazer parte da cultura da empresa e ser divulgadas entre os profissionais.

Dê feedbacks

Para liderar uma equipe de alta performance, é necessário dar feedbacks. O gestor pode estipular reuniões semanais para tratar os acertos e aspectos que precisam ser corrigidos ou aperfeiçoados. Esses encontros podem servir para mudança de estratégias e até para ouvir diferentes pontos de vista sobre um projeto.

Os colaboradores também ficam cientes de seu desempenho e de como a empresa enxerga seu trabalho. É claro que, em situações que envolvam um tema mais delicado, a dica é fazer isso de maneira reservada com o profissional para evitar constrangimentos.

Outra medida eficaz é também pedir feedback dos colaboradores sobre a empresa para que seja possível otimizar processos e melhorar o clima organizacional, o que também vai impactar positivamente os resultados.

Defina metas desafiadoras

Como fazer para que os profissionais busquem sempre se superar e não se acomodem? Definindo metas desafiadoras junto à equipe! É importante que, para alcançá-las, todos trabalhem em busca de um objetivo comum.

Assim, a estratégia é estipular todas as etapas para o cumprimento das metas, estabelecer o papel de cada um e os prazos para sua realização. É necessário também que o gestor acompanhe todo esse trabalho para que possa avaliar o trabalho dos profissionais e medir os resultados alcançados.

Desenvolva uma cultura da meritocracia

As pessoas gostam de ser reconhecidas pelos seus esforços, e no ambiente corporativo isso não é diferente. Desse modo, para ter uma equipe de alta performance, a organização precisa desenvolver uma cultura de meritocracia — que nada mais é do que reconhecer o mérito dos profissionais.

Com isso, eles vão se sentir motivados a trabalhar mais, a superar desafios e a pensar em soluções inovadoras para o negócio. É possível gratificar com alguma bonificação no salário, promoção na carreira ou até mesmo com alguma premiação, como entradas para o cinema ou um jantar em um restaurante.

Porém, é necessário ser criterioso com esse reconhecimento, pois ele deve ser resultado de um bom trabalho, e não ser concedido pela aproximação maior ou afinidade que o gestor tenha com determinado profissional.

Invista em treinamentos

Por fim, um dos aspectos primordiais para construir um time de sucesso é investir em treinamentos. A empresa precisa de profissionais que estejam atualizados em seu segmento e, assim, possam inovar e fazer o negócio sair na frente da concorrência.

Uma equipe capacitada — principalmente com certificados de especialização e MBA — vai trazer novas ideias e fazer a diferença na organização. Os profissionais, além de ganharem aperfeiçoamento técnico, se sentirão mais motivados a trabalhar, pois sabem que a empresa se preocupa com seu crescimento. Além disso, oferecer capacitação é uma forma de retenção de talentos.

É necessário também que o líder estimule a participação dos profissionais em eventos, como palestras, feiras do setor e congressos para que os colaboradores estejam atualizados quanto às novidades do mercado.

Viu só como você pode ter uma equipe de alta performance? Além das estratégias que mostramos, é essencial também que o próprio gestor invista em capacitação voltada para aprimorar suas habilidades de liderança e conseguir conduzir o time de forma eficiente.

Já que estamos falando em cursos voltados para uma boa gestão de equipes, entenda como aprender sobre fundamentos de liderança pode impactar positivamente o seu negócio!

 

Afinal, como liderar uma equipe de alta performance?

Ter um time com as competências técnicas necessárias para seu negócio e que consiga trabalhar de forma alinhada certamente fará sua empresa crescer no mercado. Mas como liderar uma equipe de alta performance e, desse modo, conseguir bons resultados?

Saiba que esse processo não acontece do dia para noite e começa antes mesmo da contratação. Além disso, vai exigir uma dedicação diária do gestor, que deve acompanhar de perto o desempenho de seus colaboradores e garantir harmonia no clima organizacional.

Neste post, vamos mostrar que estratégias você pode adotar para liderar um time de sucesso e, assim, obter um diferencial competitivo para o seu negócio. Confira!

Tenha atenção ao recrutamento e seleção

É necessário saber o que a empresa espera do candidato que vai fazer parte de sua equipe de alta performance. Qual a formação desejada? É preciso que ele tenha experiência com algum segmento ou tipo de público específico? É necessário dominar alguma tecnologia?

Além dos requisitos técnicos, estabeleça também quais características relacionadas ao comportamento você espera do colaborador: ter empatia, saber trabalhar em grupo, ser resiliente, entre outros pontos podem fazer a diferença no clima organizacional e na produtividade.

Dessa forma, o setor de RH deve ser bem detalhista no anúncio da vaga, destacando, inclusive, os valores da empresa para que o candidato saiba o que se espera dele. Além disso, é importante pensar em todas as etapas do processo de seleção para que seja possível avaliar o profissional de forma completa.

Estabeleça uma relação de confiança com os colaboradores

Um time que se sente motivado e tem liberdade para inovar, ser criativo e apresentar novas ideias trabalha de maneira alinhada com os objetivos da organização. Para que isso ocorra, o líder deve estabelecer uma relação de confiança com a sua equipe.

Assim, deve estar próximo aos colaboradores, conhecer os pontos fortes e fracos de cada um e saber delegar tarefas, ou seja, demonstrar que confia nos talentos da empresa para o sucesso de um projeto. Dessa forma, o profissional se sente valorizado e busca se empenhar ainda mais.

Além disso, um bom líder deixa um canal de comunicação aberto com os profissionais para tratar de conflitos e até para receber sugestões que podem trazer melhorias para a empresa.

Estimule o espírito de equipe

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente pesado, em que existam fofocas ou uma competitividade agressiva. É claro que é importante que o colaborador busque meios de crescer na organização, mas deve ter esse objetivo por seus próprios méritos e não colocando um colega em desvantagem.

Por isso, é fundamental estabelecer um clima organizacional harmônico e estimular o espírito de equipe. As pessoas precisam entender que elas não trabalham sozinhas e que devem desenvolver empatia, valorizar a cooperação e trocar conhecimento. Essas questões precisam, portanto, fazer parte da cultura da empresa e ser divulgadas entre os profissionais.

Dê feedbacks

Para liderar uma equipe de alta performance, é necessário dar feedbacks. O gestor pode estipular reuniões semanais para tratar os acertos e aspectos que precisam ser corrigidos ou aperfeiçoados. Esses encontros podem servir para mudança de estratégias e até para ouvir diferentes pontos de vista sobre um projeto.

Os colaboradores também ficam cientes de seu desempenho e de como a empresa enxerga seu trabalho. É claro que, em situações que envolvam um tema mais delicado, a dica é fazer isso de maneira reservada com o profissional para evitar constrangimentos.

Outra medida eficaz é também pedir feedback dos colaboradores sobre a empresa para que seja possível otimizar processos e melhorar o clima organizacional, o que também vai impactar positivamente os resultados.

Defina metas desafiadoras

Como fazer para que os profissionais busquem sempre se superar e não se acomodem? Definindo metas desafiadoras junto à equipe! É importante que, para alcançá-las, todos trabalhem em busca de um objetivo comum.

Assim, a estratégia é estipular todas as etapas para o cumprimento das metas, estabelecer o papel de cada um e os prazos para sua realização. É necessário também que o gestor acompanhe todo esse trabalho para que possa avaliar o trabalho dos profissionais e medir os resultados alcançados.

Desenvolva uma cultura da meritocracia

As pessoas gostam de ser reconhecidas pelos seus esforços, e no ambiente corporativo isso não é diferente. Desse modo, para ter uma equipe de alta performance, a organização precisa desenvolver uma cultura de meritocracia — que nada mais é do que reconhecer o mérito dos profissionais.

Com isso, eles vão se sentir motivados a trabalhar mais, a superar desafios e a pensar em soluções inovadoras para o negócio. É possível gratificar com alguma bonificação no salário, promoção na carreira ou até mesmo com alguma premiação, como entradas para o cinema ou um jantar em um restaurante.

Porém, é necessário ser criterioso com esse reconhecimento, pois ele deve ser resultado de um bom trabalho, e não ser concedido pela aproximação maior ou afinidade que o gestor tenha com determinado profissional.

Invista em treinamentos

Por fim, um dos aspectos primordiais para construir um time de sucesso é investir em treinamentos. A empresa precisa de profissionais que estejam atualizados em seu segmento e, assim, possam inovar e fazer o negócio sair na frente da concorrência.

Uma equipe capacitada — principalmente com certificados de especialização e MBA — vai trazer novas ideias e fazer a diferença na organização. Os profissionais, além de ganharem aperfeiçoamento técnico, se sentirão mais motivados a trabalhar, pois sabem que a empresa se preocupa com seu crescimento. Além disso, oferecer capacitação é uma forma de retenção de talentos.

É necessário também que o líder estimule a participação dos profissionais em eventos, como palestras, feiras do setor e congressos para que os colaboradores estejam atualizados quanto às novidades do mercado.

Viu só como você pode ter uma equipe de alta performance? Além das estratégias que mostramos, é essencial também que o próprio gestor invista em capacitação voltada para aprimorar suas habilidades de liderança e conseguir conduzir o time de forma eficiente.

Já que estamos falando em cursos voltados para uma boa gestão de equipes, entenda como aprender sobre fundamentos de liderança pode impactar positivamente o seu negócio!

 

Afinal, como liderar uma equipe de alta performance?

Ter um time com as competências técnicas necessárias para seu negócio e que consiga trabalhar de forma alinhada certamente fará sua empresa crescer no mercado. Mas como liderar uma equipe de alta performance e, desse modo, conseguir bons resultados?

Saiba que esse processo não acontece do dia para noite e começa antes mesmo da contratação. Além disso, vai exigir uma dedicação diária do gestor, que deve acompanhar de perto o desempenho de seus colaboradores e garantir harmonia no clima organizacional.

Neste post, vamos mostrar que estratégias você pode adotar para liderar um time de sucesso e, assim, obter um diferencial competitivo para o seu negócio. Confira!

Tenha atenção ao recrutamento e seleção

É necessário saber o que a empresa espera do candidato que vai fazer parte de sua equipe de alta performance. Qual a formação desejada? É preciso que ele tenha experiência com algum segmento ou tipo de público específico? É necessário dominar alguma tecnologia?

Além dos requisitos técnicos, estabeleça também quais características relacionadas ao comportamento você espera do colaborador: ter empatia, saber trabalhar em grupo, ser resiliente, entre outros pontos podem fazer a diferença no clima organizacional e na produtividade.

Dessa forma, o setor de RH deve ser bem detalhista no anúncio da vaga, destacando, inclusive, os valores da empresa para que o candidato saiba o que se espera dele. Além disso, é importante pensar em todas as etapas do processo de seleção para que seja possível avaliar o profissional de forma completa.

Estabeleça uma relação de confiança com os colaboradores

Um time que se sente motivado e tem liberdade para inovar, ser criativo e apresentar novas ideias trabalha de maneira alinhada com os objetivos da organização. Para que isso ocorra, o líder deve estabelecer uma relação de confiança com a sua equipe.

Assim, deve estar próximo aos colaboradores, conhecer os pontos fortes e fracos de cada um e saber delegar tarefas, ou seja, demonstrar que confia nos talentos da empresa para o sucesso de um projeto. Dessa forma, o profissional se sente valorizado e busca se empenhar ainda mais.

Além disso, um bom líder deixa um canal de comunicação aberto com os profissionais para tratar de conflitos e até para receber sugestões que podem trazer melhorias para a empresa.

Estimule o espírito de equipe

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente pesado, em que existam fofocas ou uma competitividade agressiva. É claro que é importante que o colaborador busque meios de crescer na organização, mas deve ter esse objetivo por seus próprios méritos e não colocando um colega em desvantagem.

Por isso, é fundamental estabelecer um clima organizacional harmônico e estimular o espírito de equipe. As pessoas precisam entender que elas não trabalham sozinhas e que devem desenvolver empatia, valorizar a cooperação e trocar conhecimento. Essas questões precisam, portanto, fazer parte da cultura da empresa e ser divulgadas entre os profissionais.

Dê feedbacks

Para liderar uma equipe de alta performance, é necessário dar feedbacks. O gestor pode estipular reuniões semanais para tratar os acertos e aspectos que precisam ser corrigidos ou aperfeiçoados. Esses encontros podem servir para mudança de estratégias e até para ouvir diferentes pontos de vista sobre um projeto.

Os colaboradores também ficam cientes de seu desempenho e de como a empresa enxerga seu trabalho. É claro que, em situações que envolvam um tema mais delicado, a dica é fazer isso de maneira reservada com o profissional para evitar constrangimentos.

Outra medida eficaz é também pedir feedback dos colaboradores sobre a empresa para que seja possível otimizar processos e melhorar o clima organizacional, o que também vai impactar positivamente os resultados.

Defina metas desafiadoras

Como fazer para que os profissionais busquem sempre se superar e não se acomodem? Definindo metas desafiadoras junto à equipe! É importante que, para alcançá-las, todos trabalhem em busca de um objetivo comum.

Assim, a estratégia é estipular todas as etapas para o cumprimento das metas, estabelecer o papel de cada um e os prazos para sua realização. É necessário também que o gestor acompanhe todo esse trabalho para que possa avaliar o trabalho dos profissionais e medir os resultados alcançados.

Desenvolva uma cultura da meritocracia

As pessoas gostam de ser reconhecidas pelos seus esforços, e no ambiente corporativo isso não é diferente. Desse modo, para ter uma equipe de alta performance, a organização precisa desenvolver uma cultura de meritocracia — que nada mais é do que reconhecer o mérito dos profissionais.

Com isso, eles vão se sentir motivados a trabalhar mais, a superar desafios e a pensar em soluções inovadoras para o negócio. É possível gratificar com alguma bonificação no salário, promoção na carreira ou até mesmo com alguma premiação, como entradas para o cinema ou um jantar em um restaurante.

Porém, é necessário ser criterioso com esse reconhecimento, pois ele deve ser resultado de um bom trabalho, e não ser concedido pela aproximação maior ou afinidade que o gestor tenha com determinado profissional.

Invista em treinamentos

Por fim, um dos aspectos primordiais para construir um time de sucesso é investir em treinamentos. A empresa precisa de profissionais que estejam atualizados em seu segmento e, assim, possam inovar e fazer o negócio sair na frente da concorrência.

Uma equipe capacitada — principalmente com certificados de especialização e MBA — vai trazer novas ideias e fazer a diferença na organização. Os profissionais, além de ganharem aperfeiçoamento técnico, se sentirão mais motivados a trabalhar, pois sabem que a empresa se preocupa com seu crescimento. Além disso, oferecer capacitação é uma forma de retenção de talentos.

É necessário também que o líder estimule a participação dos profissionais em eventos, como palestras, feiras do setor e congressos para que os colaboradores estejam atualizados quanto às novidades do mercado.

Viu só como você pode ter uma equipe de alta performance? Além das estratégias que mostramos, é essencial também que o próprio gestor invista em capacitação voltada para aprimorar suas habilidades de liderança e conseguir conduzir o time de forma eficiente.

Já que estamos falando em cursos voltados para uma boa gestão de equipes, entenda como aprender sobre fundamentos de liderança pode impactar positivamente o seu negócio!

 

Gestão de conflitos: como lidar com as divergências nas organizações?

Vez ou outra, toda empresa precisa lidar com desentendimentos. Afinal, muitos de seus trabalhos são desenvolvidos por pessoas que têm valores e personalidades distintas. Essa variedade de perfis é enriquecedora em muitos aspectos, mas pode trazer problemas se não tiver o apoio de uma boa gestão de conflitos.

Na identificação de qualquer atrito, cabe ao líder avaliar a situação e buscar formas de revertê-la o quanto antes. Esse cuidado é essencial para amenizar os impactos de discussões banais, improdutivas e que só prejudicam o andamento das atividades.

Sabemos que mediar brigas pode ser um desafio. Por isso, listamos alguns passos que ajudam a controlar diferentes situações, sempre com foco em melhorar os resultados da empresa. Acompanhe e saiba por onde começar!

Procure entender as causas

Os conflitos podem surgir por conta de mudanças organizacionais, divergências entre setores, má distribuição de recursos, entre outras condições. Em todos os casos, geram consequências como falta de organização, queda na produtividade diária e falta de integração.

É importante ter um olhar atento sempre que você perceber algo diferente na rotina. Um gestor que acompanha as equipes no dia a dia é capaz de identificar mudanças de comportamento e sinais de desinteresse rapidamente. Portanto, essas informações nunca devem ser ignoradas.

A primeira coisa a fazer é entender a causa da atmosfera negativa dentro da empresa. Para isso, o líder deve ser neutro e imparcial, ou seja, estar disposto a ouvir todas as partes antes de tomar uma decisão. Nesse momento, mostre que a investigação não tem foco em uma pessoa específica.

Reúna os envolvidos para negociar

Após entender os motivos que levaram ao problema, é importante que o responsável pela gestão de conflitos agende uma conversa com as pessoas envolvidas. Essa reunião deve ser realizada em um local adequado, preferencialmente longe de distrações e da presença de terceiros que não têm a ver com a situação.

Uma sala fechada ou um ambiente aberto que garanta total privacidade são boas opções para fazer uma reunião eficiente. É essencial que todos compareçam ao local no dia e horário marcado. Caso contrário, dificilmente conseguirão chegar a um acordo que considere as dores de cada pessoa.

Prever uma data que facilite a participação dos grupos aumenta as chances de garantir suas presenças. Portanto, avalie a rotina da empresa, converse com as pessoas e defina um período adequado para ouvir, oferecer sugestões e negociar.

Elimine possíveis falhas na comunicação

Muitas desavenças ocorrem por conta de mensagens que foram mal interpretadas ou entregues de maneira incompleta. Se, por um acaso, você perceber que isso tem sido recorrente na empresa, a saída é buscar formas de melhorar a transmissão das informações.

A boa comunicação é uma das principais ferramentas de gestão justamente porque garante que todos recebam as orientações internas. Em outras palavras, permite que as equipes se mantenham alinhadas aos objetivos da empresa e executem as atividades em perfeita sintonia.

Uma boa maneira de potencializar a transmissão de dados e notícias é investir em canais alternativos e, ao mesmo tempo, eficientes. Bons exemplos são os aplicativos mobile e as redes sociais corporativas e plataformas digitais desenvolvidas especialmente para a empresa.

Esses espaços podem ser acessados por gestores e colaboradores a qualquer momento, a partir de diferentes dispositivos. Assim, contribuem para que a comunicação flua melhor e ainda favorecem o registro de tudo o que foi combinado entre as partes.

Desenvolva diferentes soluções

Quem atua na gestão de conflitos precisa ter controle emocional e muita paciência. Afinal, em muitas situações, poderá se deparar com inúmeras causas que precisam ser resolvidas em tempo recorde. Logo, é importante manter a calma e não se frustrar enquanto estiver em busca de diferentes soluções.

Se necessário, você pode se ausentar do ambiente empresarial por um tempo para pensar em diferentes estratégias e formas de execução. Use esse período para refletir sobre o que foi exposto pelas equipes envolvidas, buscando se colocar no lugar de cada pessoa.

É provável que uma das partes tenha que abrir mão de determinadas exigências, mas isso não significa que ela “perdeu” a discussão. Nessas situações, cabe ao gestor ter jogo de cintura e deixar claro que um pouco de flexibilidade por parte de cada um é crucial para que as mudanças beneficiem o conjunto.

Forneça feedbacks às equipes

Reconhecer aspectos positivos e levantar pontos que exigem melhorias também é papel da liderança. Esse exercício deve ser feito com frequência para que os colaboradores saibam o que pode ser mantido e o que precisa ser alterado em seu modo de trabalho.

Fornecer feedbacks também mantém o gestor em contato com as equipes, aproximando-o de cada profissional e criando um forte vínculo. Isso é essencial para que as pessoas confiem umas nas outras. Dessa forma, não terão receio de expor aquilo que incomoda em seus colegas antes que tudo resulte em brigas.

Com retornos constantes sobre o desempenho de cada profissional, o líder também tem condições de reverter falhas que comprometeriam diversos processos. O resultado vem na forma de equipes mais alinhadas e focadas no que precisam fazer, sem prejudicar o trabalho de terceiros.

Acompanhe o processo

Não adianta sugerir que as equipes conversem e exponham suas insatisfações se você pretende deixar que tudo se resolva com o tempo. É preciso lembrar que conflitos interferem na rotina da empresa e precisam ser eliminados a todo momento.

Para isso, nada melhor que acompanhar o processo de perto e participar da mudança. Enquanto conversa com os envolvidos, você tem a oportunidade de observar se as propostas apresentadas nas reuniões vêm sendo cumpridas por todos os integrantes dos grupos.

Anote os resultados positivos e negativos. Se achar que algo ainda precisa ser melhorado, agende um novo encontro e dialogue com os envolvidos. Mostre que eles não estão sozinhos e que você se preocupa em encontrar saídas que beneficiem a todos.

Uma dica interessante é desconstruir a ideia de que intrigas são situações horríveis. Assim, deixe claro que os conflitos podem se tornar momentos de aprendizado para melhorar o desempenho da equipe. Com esse tipo de percepção, as pessoas terão outras atitudes em relação às brigas, buscando formas de tirar o melhor de cada problema.

Como pôde ver, a presença da liderança é crucial para resolver inúmeras intrigas. Portanto, se você quer ser um líder, é imprescindível realizar especializações em gestão para melhorar a sua performance diante de situações que prejudicam a rotina empresarial.

O CEEM FGV oferece pós-graduação e MBAs com foco em várias habilidades necessárias para você se tornar um profissional da gestão de pessoas. Aproveite e entre em contato conosco para saber como podemos ajudar!

 

PALESTRA: Liderança com Inteligência Emocional

Conhecer os conceitos de Inteligência Emocional em consonância com a gestão de pessoas, possibilita tirar o maior proveito dos recursos disponíveis, agregando valor aos negócios da empresa. A inteligência emocional potencializa a aplicação de técnicas avançadas de liderança, que geram melhoria no atendimento de necessidades dos clientes, com agilidade e competência, conseguindo fechamento de negócios prósperos e duradouros.

No dia 12 de julho, às 16h45, o CEEM FGV Caxias do Sul promove a palestra: LIDERANÇA COM INTELIGÊNCIA EMOCIONAL, com o professor José Waldo Camurça.

Camurça é professor dos MBAs FGV, possui Mestrado em Direção de Comunicação Institucional pela UCES – Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales de Buenos Aires, Pós-graduação em Marketing, Formação em Engenheiro Agrônomo pela UFC, Formação em Conselheiro Corporativo pelo IBGC, Master Practitioner e Trainer em Programação Neurolinguística pela ACTIUS e Formação em Líder Coach. Experiência na gestão de equipes comerciais e administrativas nas multinacionais Evialis-Socil, Purina, Bunge, BASF, Monsanto e Ciba Geigy. Desenvolve treinamentos nas empresas: Dimy Roupas, C&A, Free Shop, Friboi, Nestlé Purina, UNIMED, Banco Votorantim, Banco da Amazônia, Banco do Nordeste do Brasil, Itaú, Petrobras, Furnas, Fertilizantes Heringer, COABRA, Bungue, Cargil, Guabi, Gerdau, Epson Impressoras, NVSistemas-IBM, Brasil Promotion, Forma Editora, entre outras.

 

INGRESSO: 1 kg de alimento ou R$ 10,00. As doações serão destinadas ao Lar da Velhice São Francisco de Assis.

Garanta sua vaga.

Cursos de curta duração: 7 opções na área de negócios

A especialização no mundo dos negócios é fundamental para se manter alinhado às novas tendências do mercado e desenvolver visões mais estratégicas. Nesse sentido, os cursos de curta duração são as melhores opções para quem quer se aperfeiçoar de forma rápida e específica.

Esses cursos oferecem aprendizado direcionado, com foco na prática, e visam desenvolver habilidades e atualizar conhecimentos na área de negócios. Todos são certificados e capacitam o profissional para assumir novas funções ou exercer melhor suas atividades.

Continue a leitura e conheça alguns cursos de curta duração para agregar mais qualificações e experiências ao seu currículo!

Diagnóstico empresarial: por que apostar em consultoria?

Como avaliar a saúde de um negócio? Como saber o que vai bem e o que vai mal em uma organização? Em quais departamentos é preciso mudar de estratégia? Para obter essas respostas, a única saída é realizar o diagnóstico empresarial.

Por meio do levantamento de dados dos diferentes setores, o gestor tem um raio-x da empresa e, desse modo, consegue pensar em ações para buscar melhorias nos resultados, realizando intervenções em pontos específicos do negócio.

Quer entender melhor o que é o diagnóstico empresarial, sua importância e benefícios para a organização? Então continue a leitura e descubra também por que apostar em consultoria e como trabalhar com essa ferramenta de gestão!

Palestra: Gestão do Lucro

Com a recente crise que vivemos, se tornou clara a importância de termos indicadores objetivos, que nos mostrem como gerenciar melhor o resultado econômico da empresa. Além disso, devemos contar com ferramentas de gestão que deem suporte as tomadas de decisão gerencial, sempre com o menor risco possível e maior eficiência. Quer saber quais os principais indicadores e ferramentas que podemos contar para que o resultado econômico-financeiro seja gerenciado nas organizações?

Então marque na sua agenda: dia 18 de junho, às 16h45, no CEEM FGV Caxias do Sul, acontece a palestra Gestão do Lucro, com o professor do MBA FGV, Carlos Eduardo Holder Martins.

Carlos é Mestre em Administração de Empresas pela EAE (Escuela de Administración de Empresas) – Barcelona. Pós-graduado em Gestão Financeira, Controladoria e Finanças e MBA em Marketing pela FGV, Administrador de Empresas pela UnP e Engenheiro Mecânico pela UFRN. Doutorando em Ciências Econômicas pela UNLAM (Universidad Nacional de La Matanza – Buenos Aires / Argentina). Foi empresário do ramo de varejo e Educação. Consultor de empresas nas áreas de gestão estratégica de custos, análise financeira, Orçamento Empresarial, M&A e business plan. Foi gestor de diversas empresas de grande porte nacionais e multinacionais.

O ingresso é 1 kg de alimento ou R$ 10,00. As doações serão destinadas ao Lar da Velhice São Francisco de Assis.

Garanta sua vaga.