O advogado empresarial vem sendo bastante requisitado no ambiente corporativo. No entanto, conquistar esse posto nunca foi uma tarefa simples. A construção de uma carreira sólida e bem-sucedida pode ser o sonho de muitos profissionais, mas atingir o topo e manter um alto nível de desempenho requer bastante dedicação e a superação de vários obstáculos.

É cada vez mais intensa a participação do advogado nas tomadas de decisões e no atendimento aos processos normativos internos e externos das empresas. Dessa responsabilidade, advém maior exigência de qualificação — é preciso adquirir conhecimentos específicos.

Abordaremos, neste post, as competências necessárias para obter sucesso como um advogado experto em direito empresarial. Boa Leitura!

Quais as principais funções do advogado empresarial?

Os advogados empresariais sempre desempenharam um papel de grande importância em corporações, participando de momentos estratégicos como:

  • a determinação dos direitos e obrigações de cada sócio, conforme os limites legais;
  • a elaboração e o registro do contrato social;
  • a defesa dos direitos relacionados à propriedade intelectual;
  • a celebração de contratos com outras empresas;
  • a orientação e o gerenciamento de assuntos trabalhistas e tributários.

Logo, são inúmeros os desafios encarados por um advogado empresarial para cumprir com o objetivo de manter a boa reputação dos seus clientes no mercado.

A evolução percebida ao longo dos anos diz respeito ao fato de que, em um passado recente, a função desse profissional era muito restrita a demandas contenciosas, isto é, representar os interesses das empresas quando assinadas na justiça.

Hoje, o advogado corporativo exerce um papel cada vez mais importante de prevenção e assessoramento. Esse profissional participa ativamente na elaboração de estratégias voltadas para a correção dos processos internos e a eliminação de gastos desnecessários.

Assim, podemos dizer que um advogado corporativo assegura uma boa condução do negócio sob três aspectos chave:

  • legal;
  • econômico;
  • gerencial.

O que é preciso para se tornar um profissional especializado na área?

Para se destacar como advogado empresarial, é importante saber que o curso de Direito e a aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) não são suficientes. Nesse contexto, a busca pela especialização é um requisito elementar para a construção do seu currículo profissional.

Fazer com que as empresas depositem confiança no seu trabalho requer a absorção do máximo de conhecimento na área. É necessário provar os motivos pelos quais você se diferencia dos milhares de profissionais disponíveis no mercado.

Investir na realização de cursos de MBA (Master of Business Administration) e pós-graduação, portanto, é o melhor caminho para quem busca a capacitação. Dessa forma, você garante aos empresários que possui a expertise necessária para assumir esse posto estratégico em qualquer tipo de negócio.

Além de proporcionar uma visão ampla e aprofundada sobre uma área, o MBA e a pós-graduação funcionam como uma vitrine para o mercado de trabalho. Assim, você ganha mais destaque e transmite mais confiança do que os seus concorrentes.

A ideia é investir seu tempo e dinheiro em um curso que proponha reflexões contemporâneas sobre o Direito Empresarial não somente no Brasil, mas que ofereça uma visão global e traga o que há de inovação e melhores práticas utilizadas pelo mundo afora.

Além disso, a participação em seminários, palestras, congressos, qualquer tipo de evento que envolva temas acerca do direito empresarial são muito válidos para mantê-lo atualizado. Afinal, as leis estão em um constante processo de modificação.

Qual a média salarial de um advogado que atua defendendo os interesses das empresas?

Quando o assunto é o salário de um advogado empresarial, alguns fatores são determinantes para se auferir maiores ou menores rendimentos, entre eles:

  • a modalidade em que o profissional presta seu serviço;
  • o estado ou a região em que atua;
  • o porte da empresa.

A média estimada para o profissional contratado e em início de carreira é de, aproximadamente, R$4.500,00. Entretanto, enquanto funcionário, o advogado empresarial fará jus a outros benefícios além do salário — privilégios trabalhistas decorrentes da carteira assinada, somados a vantagens, como assistência médica e odontológica, bolsas de estudos etc.

Nos grandes centros urbanos, e levando em consideração uma grande empresa, esse profissional pode receber um salário de R$7.000,00 na sua fase inicial de carreira; para os mais experientes, o montante pode ultrapassar a cifra de R$20.000,00.

Também existe a alternativa de prestar assessoria sem o vínculo empregatício. O escritório é contratado para atender demandas específicas, mas sem nenhum tipo de subordinação. Desse modo, o profissional não tem que cumprir horários ou uma rotina de trabalho dentro da empresa.

Quais as tendências de mercado atuais para a profissão?

O cenário esperado para 2018 ainda é tímido e de instabilidade — o que se justifica pela fragilidade econômica e abalos no setor político, devido escândalos de corrupção. No entanto, essas circunstâncias são favoráveis para, pelo menos, um profissional — o advogado.

É ele quem é acionado quando as coisas se complicam. Portanto, aqueles que detiverem um bom poder de persuasão, somado ao domínio técnico de áreas específicas, certamente serão bem-sucedidos no corrente ano.

No setor corporativo, por exemplo, as empresas estão sendo cada vez mais compelidas a adotar práticas de boa-fé — como uma gestão transparente e processos que não sejam estruturados na transgressão das leis.

Então, para evitar possíveis sanções administrativas, é crescente a conscientização de que a consultoria de um advogado representa um investimento essencial para qualquer tipo de negócio.

Como todos os olhares estão voltados para construção de uma imagem de credibilidade como forma de gerar valor significativo para o público-alvo, muitas portas se abrirão para os profissionais de direito com pós-graduação na área empresarial.

A presença de um advogado empresarial no cotidiano das corporações tem se mostrado uma forte aliada para minimizar riscos. Com a orientação de um profissional qualificado desde o planejamento das estratégias de gestão, o alcance das metas será direcionado a caminhos eficientes e seguros.

Assim, o crescimento sempre virá acompanhado do equilíbrio e a companhia poderá extrair o máximo dos recursos ao mesmo tempo ao mesmo tempo em que mantém uma performance ética.

Quer receber mais conteúdos sobre o mundo dos negócios? Assine a nossa newsletter e receba as atualizações do blog diretamente no seu e-mail!

Escreva um comentário

Share This