Em um mercado de trabalho cada vez mais concorrido, apenas o diploma de graduação não é mais suficiente para construir uma carreira de destaque. Todo profissional que busca um cargo de gestão precisa continuar buscando preparo formal, a fim de atualizar suas práticas e conhecimentos. A melhor forma de fazer isso é se inscrever em uma escola de negócios.

Essas instituições oferecem especializações e MBAs criados especialmente para preparar os próximos líderes de grandes empresas. Mas como escolher a escola ideal para turbinar os estudos? Para ajudar você a tomar essa decisão, explicamos neste artigo tudo o que há de mais importante sobre o assunto. Acompanhe o post e saiba mais!

O que é uma escola de negócios

Escolas de negócios são instituições com foco em formar gestores dinâmicos e multidisciplinares, com uma visão ampla dos negócios que administram. As aulas procuram fugir do óbvio, com o intuito de inserir, no mercado, profissionais realmente capazes de criar soluções inovadoras e diferenciadas.

Uma das maiores vantagens desse tipo de ensino é o aprendizado prático, com professores renomados no mercado de trabalho e discussão de cases reais. Com isso, o aluno tem a chance de experimentar um contato mais próximo com a realidade do mercado, que vai muito além do que é passado nos livros didáticos.

Há um desenvolvimento completo de habilidades, tanto técnicas quanto comportamentais. Portanto, quem procura esse tipo de especialização sai na frente de quem interrompe os estudos após a graduação, pois se mantém em constante crescimento.

O que considerar antes de se inscrever no curso

Os critérios para escolher uma escola de negócios vão muito além do valor da mensalidade. Veja abaixo o 5 maiores aspectos que você deve levar em conta antes de tomar uma decisão.

1. Qualidade do corpo docente

Muita gente se deixa levar por uma infraestrutura imponente e um material de divulgação bacana, mas se esquece de avaliar o mais importante: a qualidade dos professores. É preciso analisar com muita calma a extensão do currículo dos docentes, a didática usada em sala de aula e a experiência de cada um no mercado de trabalho.

Se os professores tiverem muita experiência acadêmica, mas pouca vivência em grandes empresas, a escola em questão pode não ser a melhor escolha. Afinal, a grande vantagem desse tipo de ensino é o aprendizado prático, e o perfil dos professores deve estar alinhado a esse objetivo.

Portanto, antes de fazer a sua inscrição, faça uma pesquisa aprofundada sobre cada profissional envolvido no curso e verifique se eles poderão ou não oferecer o suporte que você precisa para sua carreira.

2. Renome da instituição

Da mesma forma que o Ministério da Educação (MEC) avalia escolas e universidades, as escolas de negócios também são rankeadas por diversas instituições. Caso o padrão de qualidade seja atingido, é dado um selo de qualidade, essencial para medir o nível do ensino.

Os MBAs, por exemplo, são avaliados por instituições internacionais, como Association of MBAs, Advance Collegiate Schools of Business e European Quality Improvement System. As análises são bem completas, pois envolvem corpo docente, infraestrutura e métodos de ensino. Portanto, fique atento e desconfie de cursos que não apresentam esse reconhecimento.

3. Condições facilitadas para estudo

A infraestrutura da escola de negócios é um dos critérios mais importante para avaliar se ela oferece ou não as melhores condições de estudo. Afinal, além da interação entre alunos e professores, há muitas variáveis que influenciam no aprendizado. Observe aspectos como:

  • qualidade das salas de aula;

  • tamanho das turmas;

  • acervo da biblioteca;

  • atualização dos materiais de estudo;

  • suporte fora dos horários de aula.

Tudo isso ajuda o aluno a tirar o melhor proveito possível dos assuntos debatidos em sala de aula.

A presença de parcerias com instituições de diversas cidades para distribuição do curso também é um ponto positivo. Afinal, esse tipo de ação contribui para que o aluno escolha a melhor opção em relação à mobilidade.

É fundamental escolher uma escola que esteja presente nas principais cidades do país. Assim, se o aluno for transferido para outra cidade, poderá dar continuidade aos estudos sem nenhum empecilho.

4. Parcerias com instituições internacionais

Para executivos de multinacionais, é fundamental compreender a lógica global dos negócios. Por isso, escolas parceiras de instituições internacionais devem ter prioridade no momento da sua escolha.

Nessa dinâmica, são oferecidos módulos completos com o conteúdo de especializações elaboradores por grandes universidades do exterior. É possível, inclusive, fazer intercâmbios, que são uma excelente maneira de conhecer novos mercados e elevar o nível da formação acadêmica.

5. Ex-alunos

Observar os resultados de profissionais que se formaram na instituição é uma das maneiras mais efetivas de avaliar uma escola de negócios. Hoje, com as redes sociais, fazer isso é muito simples. Basta procurar ex-alunos online e pedir depoimentos sobre o que acharam do curso e como suas carreiras evoluíram depois da experiência.

Escola de Administração de Empresas da FGV

A Escola de Administração de Empresas da FGV é uma das únicas instituições brasileiras entre as melhores do mundo, segundo o ranking do Financial Times. Além disso, de acordo com o Eduniversal Business Schools Rankings, a escola é a melhor do Brasil e a segunda melhor da América Latina.

Os cursos têm duração média de 430 horas/aula, e reúnem professores reconhecidos no mercado, que aliam teoria e prática em suas discussões. Além disso, há parcerias internacionais com universidades da Califórnia, Chicago, Hong Kong, Lisboa e San Diego, o que torna o aprendizado ainda mais completo.

Com isso, a FGV reúne todos os critérios citados no artigo para escolher uma boa escola de negócios, sobretudo no reconhecimento global e metodologia de ensino.

Agora que você já sabe o que avaliar para escolher uma boa escola de negócios, que tal dar o próximo passo? Considere os critérios citados aqui no post, trace um bom planejamento e faça sua inscrição o quanto antes. Essa atitude pode ser o divisor de águas que você precisava para a sua carreira!

Para começar sua busca, conheça os cursos do CEEM FGV! São diversas opções para futuros líderes de diversos segmentos. É só ficar atento e escolher a melhor para você!

Escreva um comentário

Share This